Caclier Nepeniare – A Grande Musa Equânime

Contrato do Servidor | Contrato+Sigilos+Arquetipo Visual


SEGUE ABAIXO O MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA O

TRABALHO COM CACLIER NEPENIARE


Agradecimento e dedicatória

Agradeço e dedico à minha consorte, Mia Bueno, minha artista favorita, atriz e muitas outras coisas, cuja dedicação como operária da arte e mantenedora da reflexão da vida me fez e me faz cada dia mais artista, não pelo que produzo, mas pelo que causa minha ação de ser artista.

Obrigado, minha Shákti.

Agradeço também a Francisco de Goya, Gustave Doré, Austin Osman Spare, Lady Frieda Harris, Pamela Colman Smith, Alan Moore, Grant Morrison, Neil Gaiman, Moebius & Gir, Junji Ito, Alejandro Jodorowsky, Bluefluke e todos os amigos artistas que estão espalhados pelo mundo produzindo reflexão em forma de forma.


Estamos em outubro de 2019, e o Brasil está mal da saúde mental, há um movimento pessoal do país quanto a gestão que o leva a automutilação, arrancando de seu corpo tudo aquilo que exala vida. Temos um histórico suicida legalista, o povo diz que pede e o Estado dá, Ó COMO É BONDOSO ESSE ESTADO, dá a educação, dá a informação e atende nosso pedido, Ó COMO É BONDOSO ESSE ESTADO.

Não! A educação dada é filtrada pelos valores que quem reina, a informação é manipulada em benefício de quem reina e os pedidos atendidos são os clamores da elite como uma mão enfiada no ânus de um boneco de carne chamado TRABALHADOR.

Estão limitando nossa liberdade cada dia mais, no passado, quem veio antes de mim tinha um espaço e esse espaço foi limitado, quando vim ao mundo, aquele espaço limitado para mim era de fato o espaço que eu conhecia e ali me condicionei a viver crendo que aquele espaço é o que há… Quem veio e quem vier após tudo isso também estará condicionado a crer que o espaço que me foi tirado de fato é o único espaço que há, como passarinhos que nascem em cativeiro.

ESTÃO ATACANDO A ARTE, estão tentando limitar a luz que ilumina o que está nas sombras, querem nos deixar viver no escuro, andando na linha reta que eles determinarem para andarmos, criaram-se vários sistemas para limitar a arte. No passado para se fazer arte devia-se FAZER, após isso determinaram que deveríamos APRENDER PARA FAZER, em seguida definiram que PARA SER DEVE-SE APRENDER, para ser deve-se aprender em um lugar específico para então fazer e enfim ser… Hoje os impeditivos são maiores, devemos não apenas aprender para fazer e sermos legitimados no que somos, como também morar no lugar certo, fazer parte dos círculos de amizades específicos, usar as roupas corretas, reproduzir as mesmas opiniões e até mesmo tratarmos com falsidade forçando amizade com pessoas que julgamos bossais apenas para que nos queiram em um lugar onde MUITAS VEZES É PÚBLICO!

NÃO CALARAM A NOSSA ARTE E NÃO VÃO CALAR, ARTE NÃO SE CALA POIS ARTE É LUZ, E ONDE A LUZ NÃO TOCA HÁ MORTE E INFERTILIDADE.


Caclier Nepeniare
(Arcano IX – O Eremita)

O artista com o passar dos tempos se tornou fetiche da elite feudalista no reino do Estado, porém o papel do artista é de operário, produzindo espelhos para a alma da comunidade, objetos de reflexo e reflexão que mostram no diferente a igualdade e na igualdade a diferença criada pelo meio em que habita. A arte é instrumento de guerra, que no silêncio de um movimento, no som de uma cor ou na cor de uma melodia partem ao meio o orgulho dos corruptores de seu habitat.

Com a chegada do século XXI, a sociedade à beira da corrupção (que sempre esteve à beira do abismo), a arte sendo sempre a base da manifestação mais pura do ser, não seria excluída da possibilidade de se corromper conjuntamente.

Dos Museion (do grego: μουσείον) as Ninfas, Caliope (Καλλιόπη, “a de bela voz”), Clio (Κλειώ, “a que celebra”), Erato (Ερατώ, “amorosa”), Euterpe (Ευτέρπη, “deleite”), Melpômene (Μελπομένη, “cantar”), Polímnia (Πολυμνία, “muitos hinos”), Tália (θάλλεω, “florescer”), Terpsicore (Τερψιχόρη, “deleite da dança”), Urânia (Ουρανία, “celestial”) viram suas rachaduras e dessas rachaduras viram a seiva desta grande árvore vazar, choraram por 9 noites passando sua seiva em seus corpos, ao final da nona noite se abraçaram aos prantos, o Apolo (do grego: Ἀπόλλων) ao surgir no Leste com a pura luz das artes fez com que a seiva no corpo das musas secasse e dos 9 corpos 1 surgiu para revitalizar a arte, e esse corpo se chamara Caclier Nepeniare, a musa da absoluta equidade da arte, cujo sangue é inspiração, cujo calor vem da luz de Apolo.


Função

Dissolução de agrupamentos escusos no ramo da arte que perpetuam a segregação e dificultam o descobrimento de talentos existentes fora destas células elitistas, academicistas, burocráticas e/ou territorialistas, possibilitando a apresentação de novos artistas de fora destes eixos sintéticos tradicionalistas.

Ex¹: O Operador deseja expor suas pinturas em uma galeria de arte específica porém os únicos artistas que possuem possibilidades para tal são os que provém da instituição de ensino superior A ou B sendo ele formado pela instituição C.

Ex²: O Operador deseja apresentar suas poesias em um sarau específico mas a possibilidade para alguém de sua localidade é mínima, pois os organizadores e/ou participantes julgam sua localidade “pobre” ou “incompetente” para ocupar aquele espaço.

Ex³: O Operador deseja performar em um espaço físico público onde as pessoas no local não a permitem por questões de posse territorial.


Como age

Como uma bomba de efeito moral (por isso a granada na mão do arquétipo visual do servidor) que descentraliza o grupo permitindo o acesso do artista/operador ao eixo do mesmo, que poderá então mostrar seu trabalho e ser cotado se assim tiver as aptidões necessárias para cumprir papéis presentes em vagas oferecidas pelas figuras de autoridade de dentro destes agrupamentos. Também age na ocupação de espaços impossibilitados por questões territorialistas a nível de posse com base em orgulho e mesquinharia.


Circuito da Consciência

Circuito da bio-sobrevivência: Este cérebro invertebrado foi o primeiro a evoluir (2 a 3 bilhões de anos atrás) e é o primeiro ativado quando a criança humana nasce. Ele programa as percepções em uma tabela dividida em Coisas úteis-alimentícias (das quais se aproxima) e Coisas prejudiciais-perigosas (Das quais ele foge, ou as quais ataca). A impressão desse circuito condiciona a atitude básica de confiança ou suspeita a qual sempre afetará os gatilhos de aproximação ou esquiva.


Esfera na Árvore da Vida

Tiphareth, Beleza (Em hebraico, תפארת: Tau, Pé, Aleph, Resh) é a sexta sephirah da Árvore da Vida. Ela é uma das sephirah mais importante, pois está localizada no centro da Árvore, logo ela representa o equilíbrio de toda a Árvore, assim como o Sol, seu astro correspondente, é o equilíbrio de todo o Sistema Solar. Ela também representa o ponto de divisão da árvore entre o macrocosmo, ou macroprosopus, e o microcosmo, ou microprosopus; é o transmutador entre os planos da força e os planos da forma. Sua imagem mágica é um rei majestoso, uma criança ou um deus sacrificado. Seria um rei majestoso vendo do ponto de vista de Malkuth, e seria uma criança vendo do ponto de vista de Kether, e seria também um deus sacrificado, assim como Jesus. Como mediador, as quatro sephirah que estão abaixo de tiphareth são o “Eu Inferior”, e as quatro sephirah que estão logo acima dele são o “Eu Superior”, sendo Kether a centelha divina. Kether, em termos gerais, é o pai de todas as coisas, é Deus; Tiphareth, logo abaixo dele representa o Filho, por isso essa sephirah é relacionada a Jesus, por isso que essa sephirah é conhecida também como centro cristológico. Seguindo o Caminho do Relâmpago, que vai de Geburah a Tiphareth, vemos que antes da redenção, proporcionada por Jesus, na esfera de Tiphareth veio a destruição, a severidade de Geburah, assim como Jesus veio ensinar o amor a um povo rude e com todas as características ruins de Geburah. Por isso que Jesus disse: “Ninguém vem ao pai (Kether) senão por mim”.


Chakra

O Manipura é amarelo e tem esse apelido de plexo solar, porque recebe e distribui energia de forma circular. Está ligado ao corpo mental e espiritual, representando a mente racional e consciente. Além disso, representa a conexão entre matéria e espírito. De todos os chakras, este é o mais associado a autoconfiança e instinto de sobrevivência. Também é considerado responsável pela habilidade comercial, matemática, capacidade de aprendizado e incentivo pessoal.

É um dos chakras que circula em torno da liderança, principalmente a nata, que não envolve só terceiros, mas também a de si mesmo. As pessoas com controle deste chakra costumam alcançar a maestria. Neste chakra, encontramos o nosso relacionamento ativo com o mundo e com as outras pessoas. Através dele e de outros chakras, flui energia emocional para o exterior, as nossas simpatias e antipatias.

O plexo solar que dita a nossa capacidade de estabelecermos relacionamentos emocionais duradouros, pois é nele que se encontra a identidade social. Quando muito energizado, pode trazer autoritarismo, ambição em excesso, acúmulo de propriedades e bens, entre outras coisas. E quando pouco energizado, demonstra falta de amor próprio e falta de iniciativa. Dos 7 chakras, este é um dos mais complicados de equilibrar.


Mantra

δράστε στην τέχνη,
είμαι τέχνη,
με λάμπουν

“dráste stin téchni,
eímai téchni,
me lámpoun”

Pronúncia

Dráste estin técni/Eímai técni/Me-lampôn

Tradução

“faço arte,
sou arte,
resplandeça
em mim”


Ritual de Ativação e Evocação

Materiais necessários:

– O próprio corpo;
– Algum objeto conectivo que ligue o corpo à atividade artística realizada (Ex: pincel, caneta, lápis, tablet, mouse, fones de ouvido, instrumentos musicais, tarot, runas, celular, computador…), caso seja artista cênico ou performer o corpo basta;
– Uma vela amarela;
– Pemba ou giz branco.

 

Banimento prévio

Recomendo o Ritual Menor do Pentagrama (Você pode encontrá-lo em diversos sites pela internet e diversos livros de magia, é bem simples a busca) utilizando o pentagrama de Banimento da Terra (lembrando que para banimentos a circulação na produção dos pentagramas nos 4 pontos cardeais de ser feita no sentido anti horário)

O Ritual

1 – Ponha-se em estado alterado de consciência;
2 – Ajoelhe-se e desenhe o sigilo no chão usando a pemba ou o giz num tamanho em que você caiba dentro (do círculo externo do sigilo) de braços abertos;
3 – Entre no sigilo junto com o objeto conectivo da sua atividade (caso seja artista cênico ou performer entre apenas com o corpo [produtores culturais podem utilizar até mesmo celulares como objeto conectivo]);
3.1 – Entre no sigilo portando a autoridade de um operador digno do ato magicko, para depois não dizer que está sendo vampirizado por sua incapacidade de operar um servidor. Se não está seguro não faça, pois toda evocação é um parto e todo parto tem seus riscos, seja para a gestante quanto para a criança)
3.2 – Determine enquanto entra no sigilo os limites de sua entrega, esteja ciente do quanto dará de si para esta atividade, pense em sua vida pessoal e como cada ato magicko reverbera nas atividades cotidianas;
4 – Em silêncio inspire puxando para dentro de seus pulmões o nome do servidor, expire em voz alta vibrando o nome do servidor.
4.1 – Vibre usando a voz que mais sentir que impactará seu corpo que puder, sinta sua garganta vibrar, seu corpo vibrar através da entonação da voz até que todo ar sai de seus pulmões através da fala.
5 – Visualize a Caclier Nepeniare surgindo de dentro do sigilo, de baixo para cima em sua frente e entoe seu mantra por 9x olhando em sua cabeça em direção a onde deveria haver uma face se fosse um ser humano.
5.1 – Mantra:

“dráste stin téchni,
eímai téchni,
me lámpoun”

6 – Lhe diga em seguida enquanto empunha seu objeto conectivo com o seu trabalho artístico:

  • “A ARTE QUE ALIMENTA O MUNDO É A ARTE QUE SE FAZ COM VIDA.”

7 – Visualize Caclier Nepeniare lhe entregando uma granada sem pino;
8 – Visualize em seguida o órgão, grupo, coletivo, instituição, espaço, que deseja que seja afetado pelo servidor e lance a granada nessa imagem mental;
9 – Visualize a explosão e no momento em que a fumaça da explosão se dissipar saia do sigilo e faça o banimento posterior.
9.1 – Após o banimento posterior o servidor estará evocado e trabalhando para você.

Banimento posterior

Recomendo o Ritual Menor do Pentagrama utilizando o pentagrama de Banimento da Terra (lembrando que para banimentos a circulação na produção dos pentagramas nos 4 pontos cardeais de ser feita no sentido anti horário) e ao final do banimento apague a vela acesa durante a alimentação.


Ritual de Alinhamento Energético com a Egrégora

O alinhamento com a egrégora é diferente da alimentação, o alinhamento serve para manter a frequência vibracional do operador alinhada com a frequência vibracional do servidor.

A egrégora trabalha intuitivamente com o combustível do artista, a paixão, portanto cabe ao artista-operador a compreensão de quantas vezes ao dia ou na semana irá reproduzir o mantra de Caclier Nepeniare.


Alimentação

A alimentação deve ser feita diariamente, 1x* ao dia à escolha do operador.

* Caso o operador sinta que a alimentação deve ser feita mais vezes, o intervalo entre as alimentações devem ser feitas de forma proporcional seguindo uma proporção simétrica ligada diretamente aos conceitos de divisão em média e extrema razão de Euclides com base no retângulo áureo (muito usado para proporções perfeitas nas artes). O exemplo abaixo:

2x AO DIA

12 EM 12 HORAS

3x AO DIA

8 EM 8 HORAS

4x AO DIA

6 EM 6 HORAS

 

  • Alimentação

1 – Volte-se para o leste de pé, respire fundo inalando o nome do servidor (em silêncio) e espirando (em silêncio) o nome do servidor, estenda seu braço dominante para frente apontando com os dedos indicador e médio e faça um círculo no sentido horário e projete para dentro do círculo seu planejamento de trabalho artístico que está no foco do trabalho do servidor. Fora do círculo projete sem se apegar às imagens mentais, tudo o que pode vir a acontecer e que está fora do seu controle porém ligado ao seu intento.
2 – Entre em estado alterado de consciência;
3 – Reproduza seu mantra por 9x após entrar em estado alterado de consciência.

  • Mantra (em Grego)

“dráste stin téchni,
eímai téchni,
me lámpoun”

4 – Fale em voz audível, “A ARTE QUE ALIMENTA O MUNDO É A ARTE QUE SE FAZ COM VIDA”, mentalizando que sua arte é o que alimentará o servidor, definindo que é a energia que a arte produz que o alimentará, não a energia que alimenta a vida do operador.
5 – Ponha-se mais uma vez em respiração inalando o nome do servidor e expirando o nome do servidor, tudo em silêncio.
6 – Viva.


Pagamento dos serviços ao servidor

Faça um ritual de alimentação e antes do banimento posterior, faça uma manifestação artística, não necessariamente ligada diretamente à sua àrea de trabalho, ainda que você seja um músico, não há problema de que seu pagamento seja em forma de um desenho, poesia ou dança, ou ainda que você seja um dramaturgo, não há problema que seu pagamento seja uma performance ou uma escultura, MANIFESTE-SE ARTISTICAMENTE* COM O PENSAMENTO EM CACLIER NEPENIARE e registre por foto ou vídeo, e após isso, exponha sua produção agradecendo publicamente seus serviços. Seja via internet em grupos e no seu perfil pessoal, expondo a filmagem em um projetor para transeuntes dentro de uma performance, colando as fotos em formato de lambe-lambe, em formato de “santinhos”. Após isso faça o banimento posterior e estará encerrado o trabalho de Caclier Nepeniare.

*Importante lembrar que produção cultural e áreas correlatas também são áreas artísticas.


Sigilo


Arquétipo Visual


Com e sem o sigilo atrás da granada na mão direita levantada


Em caso de censura ou propostas sexuais abusivas para obtenção de oportunidades

Como magick lida diretamente com possibilidades/probabilidades, em alguns casos pode existir a possibilidade que a oportunidade conquistada advenha de uma proposta sexual abusiva ou degradante e de mesma forma para casos também de censura, recomendo a utilização conjunta dos servidores Caclier Nepeniare e Regicida

Sigilo para operação conjunta (Caclier Nepeniare + Regicida)

  • Para saber mais sobre Regicida, acessar o link abaixo, lá você terá acesso ao vídeo explicativo, conteúdo para download e contrato:

O ritual de evocação e a alimentação são os mesmos de Caclier Nepeniare, porém o sigilo a ser utilizado deve ser este abaixo.


FIM DO CONTRATO


Caso ainda tenha dúvidas sobre Servidores:


Oficina de Criação de Sigilos Magickos
SÃO PAULO
17 de novembro de 2019

| LINK |


Para sessões de tarot, acompanhamentos mensais com tarot, instruções magickas e encomendas de sigilos e servidores personalizados, entre em contato através do email: ocaosdesempre@gmail.com

Um comentário em “Caclier Nepeniare – A Grande Musa Equânime

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s